quarta-feira, janeiro 11, 2012

O fio do Tempo














pintura de Francisco Laranjo
Deslizamos nas palavras
do tudo, do quase nada
que transitam num estado catatónico
sinóptico, lerdo, morfológico
sob uma cândida dolência
no fio das horas sem tempo

E tecemos juntos a igualdade
esse sentir convergente
de quem plana nas mesmas asas
mesmo quando inconsciente

Claros e plenos nos vemos
da distância percorrida
da vida que vidas cria em letras
do adormecer na praia do medo
da aventura em defesa
e da Beleza... a sua essência

Assim intuímos as palavras
nos recônditos ínfimos de um solo arado
de tanto sentir semeado
sob sorrisos serenos
E nem nos desligamos
na água, no sol, no vento
a Natureza de nós é parte
calorosa e intensa


(in "Transparência de Ser")


11 comentários:

marconi leal disse...

Boas férias, Amita! E, novamente, parabéns por mais este!

Peter disse...

Que tenhas umas boas férias minha cara amiga. O tempo promete.

Ant disse...

O Outono anda a pregar partidas a amandar fazer balanços.
Boas férias

Nilson Barcelli disse...

Escreves pouco, mas bem.
Este é mais um dos teus inúmeros poemas muito bem escritos. Gosto de te ler porque és relativamente diferente. Não sei bem classificar a tua forma de escrever (sou um artolas...), mas parece-me muito feminina. Será que há este género?
Um beijo

PS: Espero que tenhas uma boa viagem e uma férias de sonho... Talvez não chova muito...

Estrela do mar disse...

...uma lágrima minha que eu quero que se transforme num sorriso para te desejar uma boa noite...


Besitos

happiness...moreorless disse...

amei o poema =)

boas ferias entao...
um beijinho

Passaro Azul disse...

Um poema que me fez voar ainda mais.Parabéns.
Para quando a volta de férias?
Fazes falta neste espaço que nos abres para partilharmos tanta emoção.
Um abraço de pássaro azul com muita amizade.

meialua disse...

Saudades...
Um beijo grande.
Aguardo o teu regresso*

henrique doria disse...

è uma poesia de vozes íntimas, a tua. Beijos.

Isa&Luis disse...

Olá menina,

gostei muito de te ler. Poema repleto de emoções ao rubro.


Boas ferias!

Jinhos

Isa

Carmem L Vilanova disse...

Amiga, gracas a ti, o Eu Sei Que Vou Te Amar competa mais um ano de vida... Parabens a ti, e muito obrigada pelo carinho, pela cumplicidade, pela amizade e partilha destes 2 anos de existencia, com vontade de muitos mais...
Beijos muitos... :o)