sexta-feira, outubro 27, 2006

Em suspensão























Nos fios de um sol fulgente
Guardados em folhas de prata
Há um mar infindo, sereno
Sustido sob uma árvore
E no azul-cobalto estendem
Invisíveis lembranças de asas

No palco, o teatro negro desenrolava em cada mente
Sentidos diversos, como um conto inacabado.

Sob o artifício do sonho provocado
Deslizavam imagens em sucedâneo:
A transparência dos espelhos
Da luz da vela, os passos
A magia na pintura do palhaço
Aquela sombra humanizada
A cadência dos gestos repetidos
Que a vida em fluxos espaça

E a menina suspensa, qual Alice,
Rodopiava pelo espanto
Pelas lágrimas da saudade
Pela interrogação da dança
Pelo sopro dos afagos
Entre sorrisos doces e claros

Na rama de uma árvore de prata
Sobre um mar azul-cobalto
Guardo memórias, encantos…


(imagem de Zhang Hongtu)

12 comentários:

heloisa disse...

HUM!...QUE DESLUMBRAMENTO!!!!!
Que tao extraordinariamente BELA IMAGEM!!!!

Tentei destacar alguns VERSOS do POEMA mas o sistema nao deixou!
DESTACO A MESMA OS ULTIMOS NOVE E...O POEMA TODO*!!!!!
Faco AQUI* bastante "destaque" do meu MUITO CARINHO POR SI*!!!!

BEIJINHO.
SAUDADE!
Heloisa
..........

Menina_marota disse...

"...E a menina suspensa, qual Alice,
Rodopiava pelo espanto
Pelas lágrimas da saudade
Pela interrogação da dança
Pelo sopro dos afagos
Entre sorrisos doces e claros..."

Adorei!!!

Uma conjugação perfeita! Poema e imagem.

Beijinhos e diz alguma coisa... malandra! Não me ligas nenhuma!!
eheh

Escuta o teu mundo... disse...

Adorei tudo, a imagem está excelente!
Obrigado pela visita :)
Volta sempre, bj

Unicus disse...

Guardas. E fazes guardar memórias ..
Beijinhos Fatinha

Manel do Montado disse...

Soberbo...mais palavras estragariam a emoção que me trespassa agorinha agorinha mesmo.
Bj.

MARTA disse...

Às vezes, volto a sentir-me como a Alice.
Quando consigo sorrir, sem qualquer sombra.....Como agora
Obrigada pela memória doce e suspensa no ar..........
Beijos e abraços
Marta

Jorge Moreira disse...

Que belas composições!
Cores, palavras, sentidos...
Lindo!

Peter disse...

A música, a imagem e o poema, dão-me uma paz de espírito e uma tranquilidade de que bem preciso.

Bom feriado.

marconi leal disse...

Lindíssimo, Amita. Como sempre e sempre e sempre. Beijos.

meialua disse...

Sempre tanta doçura por aqui... Obrigada amiga pelo carinho e pelas palavras. Beijokas grandes*

mnemosyne disse...

Belíssima bordadura caligráfica :) Um beijo

António Melenas disse...

.."sob o artifício do sonho provocado"... feliz de quem consegue provocar sonhos, porque neste caso terão de ser bons...
E que bem que o poema casa com a música de fundo. Boa escolha.
Bjs
António