terça-feira, agosto 08, 2006

Neste mar...















Me revejo
Entre miríades de letras luzentes
Que não tento decifrar
De tão pequena, tão mínima

Meu ensejo
Traduz da vida o sustento
Na profundeza do mar
Onde erecta moro
Como estátua de sal

Se rastos não deixo
Não lamento.
Pelas ondas do silêncio
O meu grito é de Paz

A serenidade me anima
Com ternura me ensina
Quando, na imobilidade das horas,
Correntes de vento passam formosas
Querendo o tudo apagar
E na neblina se esvaem
Pelo ondear da paisagem

Algas e peixes abrigo
E na concha, um sorriso
Pintura de sol e luar
Reflectido neste mar


(imagem de autor desconhecido)

10 comentários:

Peter disse...

"Pelas ondas do silêncio
O meu grito é de paz"

Bem precisados estamos. Mas em Agosto o país pára e as consciências fecham-se sobre si próprias.

Beijo*

Luna disse...

A serenidae , algo tão importante no nosso equilibrio
beijos

Antonio Melenas disse...

Olá Amita,
Cadê o comentário que pus aqui ontem? Azelhice minha, por certo, pois já cá devia estar.
Dizia ontem e repito que há neste poema uma intemporalidade, um como que aprisionamento do tempo que nos dá um sensação (quase) de imortalidade. Gostei.
Abraço
António

José Gomes disse...

Eu deu-me pata ver os links...
Poderia ter-me dado para pior...
Mas continuas a escrever bem, a inserir fotos que emitem Paz e Serenidade.
Obrigado, amiga.

Mikas disse...

O mar é uma imensidão de sentimentos bons e de nostalgia.

Luís Monteiro da Cunha disse...

Olá amiga, já voltei...

para ler e cativar
a tua serenidade
ondulando no mar
do vento da saudade
mas as gaivotas gritam
e levam na neblina
o desenho circuncrito
na paz que me fascina

para ti com carinho
e desejo de boas férias

Nilson Barcelli disse...

Este teu poema é belíssimo.
Gostei muito de o ler.
Mas vê lá se não te afogas nessa "profundeza do mar"...
Beijinhos.

Heloisa B.P disse...

BEIJINHO, QUERIDA AMIGA!
E... nao uso adjectivos, porque, os que conheco sao insuficientes para qualificar ou classificar TUDO O QUE AQUI TENHO LIDO (SEU, OU POR SI* ESCOLHIDO!)!!!
Assim, fica o meu sentido e carinhoso ABRACO!
Heloisa.
************

Estrela do mar disse...

...mas que lindo casamento entre palavras, música e imagem...adorei querida!...


Jinhosssss

GNM disse...

Li-te e pintei um quadro a todas as cores!