quinta-feira, janeiro 15, 2009

















Há momentos inesquecíveis,
outros tantos de partilha
entre aprazíveis sorrisos
Há momentos feitos de quase nadas
que tanto nos marcam
e em sussurros nos dizem:
Estou aqui, nesta presença ausente!

Aguardamos e
cuidamos que amanhã ainda é tempo…
ensejo que nos passa levemente
em maré e ondas de vento

Neste dia,
aquele imenso abraço é urgente
para que a distância da vida
nos torne unos, claros e perenes
na amizade que jamais se esquece
apesar dos percalços da vida
e do recobro do silêncio
nesta pedra que o azul suspende


(pintura de Enrique Lemus)

8 comentários:

Paula Raposo disse...

Muito belo e suave o teu maravilhoso poema, Amita!! Muitos beijos.

Marta disse...

Há sempre um abraço que é urgente...
Hoje sinto-me assim - falta-me um abraço para que me reencontre com a voz do mar...
Lindo....
Beijos e abraços
Marta

Nilson Barcelli disse...

Há pequenas coisas que valem grandes momentos.
Belo poema, gostei.
Beijo.

Manoel Carlos disse...

Sem arrependimentos ou culpas, pois abracei e beijei quanto pude, sou permanentemente invadido pela ausência presente.
Manoel Carlos

Anónimo disse...

A amizade é uma joia preciosa como é este teu poema. " nesta pedra que o azul..." Excelente mensagem de amizade.Não te dou os parabéns, vais receber muitos, digo-te simplesmente OBRIGADA POR EXISTIRES.
Bji amigo
Ísis

entremares disse...

Há dias em que o tudo não basta.
Há dias em que a voz é só silêncio,
O olhar é só miragem,
A boca é só saudade.

Por todos esses dias, eu vivo.

julia calçada disse...

Amita
Só hoje agradeço a tua visita e a apreciação que deixaste ao meu trabalho.
Com um forte abraço.
Júlia

Marinha de Allegue disse...

Todo o insignificante tamén importa e muito...

Unha aperta Amita.
:)