sexta-feira, abril 11, 2008

Re-flexão


















Algo me diz que és passado
na suposição aberta de um engano.

Algo me dita palavras
de um outrora unificado
por ternos sorrisos
em pinceladas de água
quando em pontas dançava
a borda do sol poente
num oculto eternizado.

Agora, leves meus pés deslizam
sobre a rápida aproximação da calçada
talvez seguindo o rasto de outros passos,
antigos, que o tempo disfarça
em sombras de vento
que por mim correndo passam
no sentido contrário do caminho
que em silêncio me dança.



(pintura de Júlia Calçada)


Poema in "Transparência de Ser"

12 comentários:

Júlia disse...

Obrigada Amita!
Como fico feliz que o meu trabalho contribua para tamanha inspiração.
Um grande abraço

alice disse...

na borda do sol nascente, querida amita. sempre no sentido da luz *

beijinho grande

pin gente disse...

porque os meus passos falam por mim
e se no horizonte o sol se põe
guia-me para uma nova dança

maria carvalhosa disse...

Que bonita a tua re-flexão, querida Amita. Mais uma vez reuniste as três artes de que a Júlia nos "fala" noutro quadro (música, dança, pintura), acrescentando-lhe a quarta, que dominas com elegância, mestria e sentimento: a poesia.

Beijos, amiga.
Até breve.

Peter disse...

Mais um dos teus maravilhosos poemas.
Já tinha saudades de te ler.

Marta disse...

Leve...inspirador...
Um poema lindo como sempre....
Beijos e abraços
Marta

Miguel Barroso disse...

Gostei muito.

A SEIVA

Meialua disse...

Amigaaa!!! Quanto tempo hem?? Pois é, a vida vai passando mas há coisas e pessoas q apesar de tudo relembram no nosso coração. Estou voltando bem devagarinho ao Fragmentos também :)
Beijos com muita saudade e carinho*

lupussignatus disse...

corpo

unificado

e eternizado

pelo movimento

do ar

tefacto



Bela composição. Obrigado pela partilha.

JOSÉ FARIA disse...

Também em silêncio me balança em dança o pensamento!

anacanela disse...

e sem "pedras" no caminho"..levito * leve e bonito*

tecas disse...

"quando em pontas dançava
a borda do sol poente", maravilha poetisa. Deliciosa harmonia de palavras.Ilustação de sentimento. Excelente Amita. Mil beijos e parabéns.
Tecas