quinta-feira, junho 05, 2008

Menina Marota

Em Setembro de 2005 assistimos ao nascimento do blogue Poesia Portuguesa cujo principal intuito sempre foi a divulgação de excelentes poetas nacionais deste mundo virtual, sendo, na sua maioria, desconhecidos.

A esta nobre e árdua tarefa de amor e dádiva empenhou-se a Otília Martel, conhecida pelo nick Menina Marota.

Pela projecção que a todos deste, bem hajas.

É chegado o momento de nos ofertares a tua sensibilidade traduzida em palavras impressas, esse teu "desnudar de alma" para o qual, estou certa, todos desejamos o maior sucesso.

Até ao próximo dia 15.

5 comentários:

Marta disse...

Os meus parabéns à Menina Marota e um muito obrigada especial pois ela escolheu um dos meus textos/poemas para colocar no blog Poesia Portuguesa.
Um beijo para ti Amita...
Marta

Menina_marota disse...

O Poesia Portuguesa foi (e será sempre) a menina dos meus olhos.

Um projecto que acalentei com carinho e que guardarei no coração. Recordá-lo é recordar todos aqueles que me deram o grato privilégio de partilharem comigo as suas Palavras.

Grata e sensibilizada por esta demonstração daquilo que efectivamente a blogosfera possui de melhor: o companheirismo e a solidariedade que, afinal, sempre nos uniu.

Na minha memória ficarão todos os que fizeram parte desta família virtual… e aqueles que a deixaram e passaram para o real, enriquecendo a minha própria vivência.

Obrigada a todos.

Um abraço carinhoso ;))

Paula Raposo disse...

Sem dúvida! Um sucesso! Sensibilizada por pertencer ao Poesia Portuguesa e por ter o privilégio de conhecer pessoalmente a Otília e a ti! Já passou mais de um ano...muitos beijos.

alice disse...

será indubitavelmente um belo dia, um encontro memorável que marcará o ingresso definitivo da querida menina marota no mundo dos livros, já que o seu nome e já uma referência na literatura :) até domingo, amiga. beijinhos a ambas.

tecas disse...

A felicidade da "nossa menina marota",nessa tarde estórica da sua vida,
tenho-a ainda presente. Linda!!! É um dos livros que tenho na mesa de cabeceira. Vale um poema,estou a desafiar-te querida Amita, um dia ambas o faremos em conjunto:-)Aceitas? Espero poder ver de novo o blogue Poesias Portuguesas, um dos seus mais belos blogues. A ti amiga, poeta de sensibilidade e à "nossa menina marota", poeta de revelde inocência e muita arte, os meus parabéns num abraço de admiração e amizade. Bji. Tecas
Tecas