quarta-feira, dezembro 31, 2008

Flor de águas
















Ao meu amigo Manoel Carlos


Espelho meu…
Espelho de cada hora
Que no tempo desfolhas ramas,
Ternas ramas d'outrora,
Cantadas
Nas manhãs de folhas cândidas
Onde me aninho e embalo
Meigas e doces palavras

Se minhas rugas afagas
Com mãos suaves meus cabelos
Brancos, em flor de águas,
Contigo eu adormeço
E em leves sonhos aconteço
Na magia de menina
Que é meu e teu sustento.
E se de utopia eu falo
Nosso será, eterno, o começo



Que a Amizade, Fraternidade e a Paz
enlace todos os que, por mim, seus caminhos
cruzaram. Um Bom Ano de 2009.

8 comentários:

Manoel Carlos disse...

Cara Amita, nem sei como agradecer pela belas palavras e emocionante dedicatória.
Desejo que 2009 seja um no de alegrias e realizações.

Paula Raposo disse...

Magnífico!! Obrigada por poder ter esta tua música no meu romãs...obrigada por te poder ler!! Muitos beijos e um óptimo ano novo para ti.

Aníbal Raposo disse...

Lindo poema Amita.
Um Bom Ano de 2009.

Marta disse...

E nos reflexos do espelho encontramos a suavidade das palavras com que nos brindas....
Feliz 2009....
Beijos e abraços
Marta

Nilson Barcelli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson Barcelli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson Barcelli disse...

A utopia é inatingível, mas é o melhor alimento para o caminho.
Belo poema cara amiga.
Um ano bom para ti.
Beijo.

LuzdeLua disse...

Na magia de menina
Que é meu e teu sustento.
E se de utopia eu falo
Nosso será, eterno, o começo

Que delicia de música e poema
Deixo-te um abraço e bons desejos para um 2009 feliz
Bjs