sexta-feira, abril 13, 2007

Les Trois Arts














Assim nos quedamos
no breve relaxamento dos anos
nas horas passadas em pontas
que teus dedos em branco e negro
o meu cetim afagaram

Cúmplices segredos
na postura do silêncio
dos rituais em leves traços
e dos sussurros, os embalos



(resposta ao desafio da Maria a quem agradeço)

Tela de Júlia Calçada


11 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Acabei de ler 2 desses desafios.
O teu poema não fica atrás de qualquer deles. É belíssimo e muito bem escrito, coisa que sempre fazes...
Bom fim-de-semana.
Beijos.

conchitamachado disse...

Passando...

Beijinho**

Paula Raposo disse...

Gostei muito de te ter conhecido. Até um dia. Beijinhos.

maria disse...

Obrigada, Amita, por teres aceite o convite e parabéns pelo magnífico poema que, a partir da fotografia da tela, escreveste.

Um beijo terno.

un dress disse...

...de branco se embala...

:))

MARIA VALADAS disse...

Embalada ao som da melodia...o meu pensamento faz-me esvoaçar como a bailarina a redopiar em pontas...

Peço desculpa... de ter estado tantos dias sem cá vir... mas é que o outro Blog....foi nas asas do vento...e fiquei sem nada!

Penso que já tenhos todos os links...para visitar quando quiser!

Beijinhos

Maria

Peter disse...

Amita, não conheço o "desafio", mas o teu poema é excelente. Já tinha saudades de te ler.
Uma boa semana para ti.

Poesia Portuguesa disse...

Espero que aceites o Prémio que te foi atribuído... É só ires buscar o selo, colocá-lo aqui e escolheres cinco blogues da tua preferência e atribuíres o prémio também...

Beijinhos ;)

alice disse...

fico contente que estejas entre os nomeados, amita. e adorei o poema. um desafio por vezes é um estímulo muito proveitoso. beijinho grande.

Júlia disse...

Fico muito feliz por te poder inspirar com a minha pintura. Obrigado por toda a força que me dás.

Um abraço

João Filipe Ferreira disse...

www.luso-poemas.net
recomendo-lhe:)