terça-feira, maio 17, 2005

Ímpeto solar

Bebo-te em palavras rubras
Desejo de morango em gelatina
E estremeço e me deixo
Saborear qual loba faminta

Bebo-te em letras escaldantes
Fulgor de banana-pão e de jaca
Na fritura no ardor
Que me queima torra e assa

Bebo-te em tons de risos
Anseio de framboesa em mel
Dobro desdobro me enleio
Com doçuras e sibilos

Bebo-te num ímpeto solar
Te degusto em tinto vinho
E te uso e te abuso
Entre a ementa e o manjar

8 comentários:

Å®t_Øf_£övë disse...

Amita,
Nunca tinha vindo a este teu espaço.É a primeira vez que cá venho,por isso vou ler-te com atenção.
Bjs.

Manoel Carlos disse...

Como resultado deste ímpeto, nem sei de quem maior o prazer da consumidora ou do consumido.
Uma curiosidade: na Cidade Invicta há banana-pão e jaca? Na rua em que moro há às centenas.

Double S disse...

O prazer da posse, do deter, de "devorar" quem desejamos, é a da nossa natureza.

AS disse...

Amita, uma paleta de sabores com o molho poético das tuas palavras sensuais...

Belissimo Poema!

Um beijo

Carmem L Vilanova disse...

Ai que me deu vontade de framboesa em mel... :)
Lindo poema, linda Amita!
Beijos doces para ti!

Estrela do mar disse...

...@miga...logo que comecei aos pouquinhos a comentar alguns blogs...senti uma enorme vontade de continuar com o meu...e assim fiz...

Um beijinho*.

Nilson Barcelli disse...

Li-te ao som do Rui Veloso que vinha do rádio que tenho sempre comigo. Vi que tens música mas este PC não tem som.
E concluí que vários dos teus belíssimos poemas podem ser musicados. Porque eles próprios já contêm musicalidade, ritmo e outros atributos necessários.
Li-os todos da página e penso seres já poetisa madura. Parabéns pelo excelente nível a que chegaste.

Nota: não conhecia o teu blogue e vim aqui só porque vi um comentário teu algures. Ainda bem que vim. Voltarei para te ler sempre que possa. afinal somos quase vizinhos (Viana).

Beijo***

Menina_marota disse...

Espectacular!!

E, a sede que se sacie...

Um abraço e bom fim de semana... ;-)