sábado, maio 21, 2005

O Tempo da Lua

O tempo da lua é o tempo do labirinto
De tudo o que sei e sinto,
Espaço estreito e apertado
Entre a imensidão de um outro espaço
compassado.

O tempo da lua é o tempo da terra,
da água,
da roda e do ventre
um tempo repetido, persistente
um tempo gota-a-gota
grão-a-grão,
tempo-fio tecido em trama
e ilusão.

O tempo da lua é o tempo da loba
Do uivo e do medo, da presa e da toca
Luz branca coada num imenso céu
Desenhando letras sobre um fundo breu.


(Poema de MARIA TERESA MEIRELES)

4 comentários:

ponto azul disse...

Gostei deste poema..tudo o que seja da Lua...Bjs :-)

LetrasaoAcaso disse...

Boa escolha.

Anónimo disse...

Muito, muito bom, este poema.

Eva Luna disse...

Adorei esta lua. óptimo poema!