domingo, abril 09, 2006

Esse sentir... em menina

















Chegaste
Com o teu passo lento
Como se de água se tratasse
Aos meus lábios peregrinos
Ávidos de amor e de paz

Mostraste
Que a noite também tem brilho
E pelas espadas de fogo
Da voz se abrem caminhos

Indicaste
O amargo doce dos sonhos
Da transmutação dos ciclos
Que a Terra consigo traz

E quando
No seio das águas deslizo
No círculo da chama me fixo
Do deserto provo o sal
Entendo o canto
Suspenso
No pêndulo do tempo
No suave olhar da brisa
E esse sentir em menina
Que perdura sereno
Nos laços de um sorriso


(pintura de Claude Renoir)

9 comentários:

Estrela do mar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Estrela do mar disse...

...@mita...nunca sei o que dizer da tua escrita...já sabes o que penso sobre isso...e já tinha saudades de aqui vir...mas não tenho tido tempo para a blogosfera...mas hoje vim ler-te, deixar um beijinho grande e desejar-te uma óptima Páscoa...

Juda disse...

Olá... estou a passar por aqui, e gosto por isso deixo um abraço...

lena disse...

ler-te alimenta-me...

um brilho especial nos teus versos que transmitem emoções

serenamento vou saboreando o poema e deixo-me levar pelas belas sensações

beijinhos para ti, muitos e parabéns

lena

In Loko disse...

Hummm este sentir de menina tá belíssimo... a água, os sonhos, os cantos, os sorrisos, os lábios peregrinos sempre prestáveis em menina. É um gosto enorme ler-te menina, e continua menina sempre tá? Beijinhos grandes Amita

MARTA disse...

Ainda bem que se sorrie!
Gostei muito do poema e do quadro!
Uma boa Páscoa.
Um abraço
Marta

M.P. disse...

Uma ÓPTIMA Páscoa com muitas amêndoas ... Está um tempo adequado a este Abril que tem feito jus ao ditado : Abril, águas mil! :) **

Delfim Peixoto disse...

Passei, li e gostei...
Um laço de sorriso para ti, com bnjs doces

Bullit disse...

Há um prazer renovado em passar por tuas poesias.
Um beijo pascoalino.