domingo, setembro 05, 2004

O Horácio

Como manda a tradição, essa que se vai perdendo aos poucos, hoje seria permitido pregar mentiras a todos, sem qualquer distinção de classe ou raça, tema ou objectivo.
Pois é, meus amigos, não foi o que aconteceu ao Horácio!
O Horácio, com sua plumagem cinza irisada em tons de vermelho e laranja, após tantos anos a viver neste "nosso jardim à beira mar plantado", foi obrigado a ir para o estrangeiro, mal ele sabia que seria para sempre.
Mas lá foi ele, conformado, com a família!
Ele que já tão bem sabia falar o nosso português vernáculo, com o típico sotaque das terras de Braga!
Fez o caminho de Santiago, quem sabe se a cumprir qualquer promessa escondida nas suas penas, qual peregrino, e por lá ficou.
O Horácio sentia-se feliz porque estava com a família, mas, no seu íntimo, maldizia aquele clima chuvoso, húmido e frio a que não estava habituado. Tinha saudades do nosso sol!
Como era muito sociável, arranjou amigos mais coloridos e ruidosos que ele, cuja linguagem não entendia, mas lá se foi habituando aos seus chilreios barulhentos.
E assim se foi passando o tempo, os anos...
Até que um dia, não lhe sendo permitido deslocar-se com a família, foi passar férias a casa dum casal espanhol.
Depressa se habituou, o maroto, àquele ambiente diferente.
Era tratado com todas as mordomias, como se de uma pessoa da casa se tratasse, e por lá ficou, feliz com a sua nova vida.
Hoje é ver o Horácio a falar espanhol, a esvoaçar por toda a casa, sem corrente que o prenda ao poleiro.
Quando o novo dono chega do trabalho e vai ao tasquinho perto de casa beber o seu copito, lá vai o Horácio, pelo seu pé, estrada fora, a seguir o patrão.
A Felicidade por vezes vem ao nosso encontro; o que é preciso é saber agarrá-la.
(texto publicado por mim em 01.04.2004)

7 comentários:

maat disse...

que bom,querida amita, ter-te descoberto aqui.


voltarei.beijinhos

heloisa disse...

MAS QUE BONITO TEXTO!_QUE TERNURA8, recheada de Boa-Disposicao!....
AH! como eu gostava de ser o *HORACIO*!!!

_Beijinhos, Minha Amiga e muito OBRIGADA por me avisar da NOVA MORADA!_Pese embora, que a OUTRA era LINDISSIMA!

(So' agora, consegui, vir ao computador e sera' por breves minutos!_Perdoe minhas DEMORAS!).
_Sua Amiga,
_Heloisa B.P.
*****************************************************

Bruno disse...

Oi Amita!!

Então mudas de casa e não avisas? :P Hihihihi.. Fizeste bem em ter mudado.. Assim já se pode comentar e publicar! :)

"A Felicidade por vezes vem ao nosso encontro; o que é preciso é saber agarrá-la." Concordo plenamente contigo!!

Boa semana...

mauro_mars disse...

Não interessa onde vivemos ou quem nos acompanha, o que interessa é sermos felizes..

Beijocas...

lique disse...

Olá, Amita! O teu texto está uma delícia e termina com uma frase que tem tudo a ver contigo e com a tua forma positiva de estar na vida. De facto é preciso estar atento, por vezes a felicidade está ali ao lado e não damos por isso. Beijinhos

inconformada disse...

É necessário ter os olhos bem abertos mas também a predisposição para ver a Felicidade... :-)
Beijo

Maria Branco disse...

Estar disponivel, e liberto para a saber reconhecer, e claro saber aproveita-la em toda a sua plenitude! O Horacio soube faze-lo!