terça-feira, abril 26, 2005

Verde sol

Dizem que o sol é brilhante
Quando canta a tua canção
Ondulante

Dizem que as searas se transformam
Em mares d’oiro alquímico ao luar
Nas tuas mãos

Dizem que o peregrino estrelar
Ave sedenta de sons coloridos
Deslizantes

Te seguem
Percorrem
Se vestem
Desnudam
Transmutam
Atentos cantam
O canto
Que
Queres

Dizem… verde sol somente

2 comentários:

caterina_c disse...

Por indicação do nosso amigo Agrestino aqui estou a tentar desvendar o que escreves. Não me parece difícil. Mas mais importante, é agradável.

Carmem L Vilanova disse...

Que lindo poeminha queria Amita!
Estive um pouco ausente por estar tratando de criar um visual para o meu cantinho que tivesse mais a ver comigo e com o que sou... suei, mas acho que cheguei perto... :)
Muitos beijinhos!