quarta-feira, dezembro 15, 2004

Ilusões

Ilusões são pássaros voando pelo infinito azul
Ilusões são penas pendentes, rodopiando, cadentes, em luz
Ilusões são asas pairando, arco-íris sonhando
São verdes, rubras, multicolores
São tranquilidade, inconstância, fulgores
Pensamentos se soltando leves na sua cadência
Corridios, fugitivos na demência

Ilusões são sonantes musicalidades
De notas planando nos ares
Ilusões é sinfonia aberta completa
Rígida em sonoridades, incerta
Ilusões são pétalas, rosas e laços
Rezas, orações, abraços
Livros inacabados, poemas modificados
Portas abertas da Natureza
Divagantes na doçura, na beleza

Ilusões são olhos vivos e doces
Ilusões são faces ternas de amores
Ilusões são mãos afagantes, carinhosas
São sorrisos, águas plácidas, amorosas
Pó de estrelas, brancos luares
Sussurros, confidencialidades
Verdejantes montanhas e vales
Tortuosos rios, serenidades

Ilusões são láminas de sóis brilhantes
Ilusões são amanheceres orvalhantes
Ilusões são ocasos negros, escaldantes
São a leveza das plumas, instantes
Rectas, traços, sombreados
Em geometrias equilibrados
São folhas caídas, flocos de neve
Nuvens fugazes de tudo o que é breve

4 comentários:

AS disse...

Ilusões são desejos que se perdem por ruas e vielas, em largos passos galgam vales e montanhas e se vão esconder numa multidão de estrelas... mas as estrelas cadentes existem!...

Um beijo

mauro_mars disse...

Todos nós acabamos por viver as nossas ilusões, nem que seja por breves instantes.

Beijocas

Carmem L Vilanova disse...

Ilusao é muitas vezes lava que cobre tudo de amargura, que se crava no coracao, resignada e muda... Há que saber fazer dela, companheira, saber tirar dela, proveito e sabedoria!
Beijos, amiga e obrigada pela tua visita! Já anotei o teu outro blog, já nao o perderei... :o)
Carmem Lucia Vilanova

lique disse...

Ilusões são, feliz ou infelizmente, algo de que não conseguimos escapar. Óptimas quando confirmadas, dolorosas quando desmentidas. Mas existem, sempre. beijinhos