segunda-feira, novembro 15, 2004

Divagações em Letras

Letras dançantes pairando
no espaço, sorriem…
Alegres, saltitam
entre teclas brancas e negras
As cordas do piano esticam
a sonoridade clara disformando
e criando, enigmas, às cegas

Construindo jogos de palavras
Meros dizeres com som,
sem senso
Condutoras incautas de sonhares
Indiferentes ao outrem
que não buscam, insensíveis
a lucidez, na linearidade interpretada
Sentida
Somo suas

Poetanto em palavras difusas
agradáveis aos sonhos
às ilusões
de quem passa na procura
da esperança, de voos
irrealizáveis,em candura

Olho-as e não entendo!
Frases com tudo de nadas
plenas dum silêncio profundo
dum vaguear pelo espaço
Para delícia do poeta.
De quem ilusoriamente as lê

E meu caminho percorro
em silêncio, em acalmia
aguardando cada momento
Sem pressa, sem turbulência
que chegue a clarividência
nessas letras distorcidas
E serenamente, sorrio



2 comentários:

inconformada disse...

"E serenamente sorrio" :-)
Beijo

Manoel Carlos disse...

Recôndito sentido de divagações em letras musicadas.